Se o Natal é quando o Homem quiser, os bons concertos também o podem ser. Reconheço que, em Maio, fazer analogias com o Natal é complicado, mas neste dia chuvoso permito-mo. Bem no meio da semana, numa bela quarta à noite, o Lux recebeu Twin Shadow.

George Lewis Jr., a quem, em 2006, se atribuiu o cognome de Twin Shadow (enquanto vivia em Brooklyn), viveu uns tempos pela Europa e depois Instalou-se novamente em Brooklyn, onde conheceu Chris Taylor dos Grizzly Bear, ajuda preciosa para a produção do disco Forget (2010), álbum esse que trouxe agora na mala para apresentar.

O concerto começou com Shooting Holes, seguindo-se Tyrant Destroyed. Twin Shadow, muito descontraído e bem-disposto, veio acompanhado de mais três músicos: um baterista, uma teclista e um último elemento que se dividia entre o baixo e sintetizador. A banda, que tinha chegado ao nosso país ontem, aproveitou o dia para visitar a cidade e divertir-se na noite lisboeta, e George Lewis Jr não deixou passar a ocasião sem perguntar porque não tinha visto por lá ninguém do público a divertir-se: Tuesday night, what’s up?

Se o álbum tem músicas com melodias introspectivas, em concerto elas ganham uma nova vida tornando-se muito mais electrónicas, distorcidas e muito fortes, não dando espaço para a menor melancolia. Seguiu-se I Can´t Wait, Slow e o momento alto da noite, Castles in the Snow, numa versão mais drum & bass da música original. Sempre com um sorriso em riste, notoriamente agradado com a recepção efusiva, confessou que não sabia que tinha fãs em Portugal. Quando George Lewis Jr tentou terminar o concerto, em jeito de pedido de desculpa porque ainda não tinham muitas músicas, o público declarou o seu descontentamento, ao que o músico respondeu: “You guys are scary”! O segundo momento ao rubro da noite surgiu ao som de Forget.

No fim, o público voltou a mostrar o desagrado pelo acto final e Twin Shadow nem se atreveu fingir que iam acabar. Então, presentearam-nos com uma música nova, seguida de Tether Beate de uma segunda audição (numa versão diferente, mais semelhante à original) de Castles in the Snow.

O concerto foi mais uma prova de que Twin Shadow é mais do que promissor, é antes um talento confirmado, conseguindo pôr o público em total sintonia e devoto às suas músicas. Foi com certeza um concerto que não vai sair da nossa memória tão depressa. George Lewis Jr despediu-se com o convite para continuarem todos a festa no piso superior do Lux.