Mas só se o Robert Smith cumprir seis condições impostas pelo Presidente da República, incluindo usar grinalda branca, tocar o “Disintegration” na íntegra e garantir a estabilidade emocional de quem passou a adolescência agarrado ao “Kiss Me, Kiss Me, Kiss Me” como se fosse um/a namorado/a capaz de dar muito carinho.

É assim que funciona em Portugal e os The Cure terão tudo preparado a tempo, porque ainda falta um ano para tocarem na MEO Arena a 22 de Novembro. Eles preparam o acordo e vocês a carteira, que os bilhetes vão para venda sábado de manhã e custam entre 35 e 55€, com os The Twilight Sad na primeira parte. Ou então custam mais mais, se deixarem que aqueles gajos que compram logo aos molhos esgotem o pavilhão e depois metam tudo na OLX a 150.