The Body & Thou - "You, Whom I Have Always Hated"
8Thrill Jockey

TRÊS BESTIALIDADES DE DUAS CABEÇAS.

  • Pasqual Pinon

Que desgraçado foi este mexicano, confiscado pelo destino, no meio de tantos outros, a espalhar caminhos-de-ferro sob o sol borracho do Texas. Só de la saiu para o Sells-Floto, circo das aberrações que entretia miseráveis e menos nobres, onde lhe pagavam para mostrar o tumor gigante que lhe subia no crânio qual tumescência, e calcava o cérebro para o esquecimento físico. Num esgar de humor negro, pintou essa vontade de Deus como se uma segunda face fosse, até a insanidade o soterrar algures onde ninguém sabe bem onde.

  • Edward Mordake

A malignidade divina não tem especial apreço pela luta de classes. Por aí se diz, nos recantos bisbilhoteiros dos mentideros, que Dom Sebastião himself sofria de espermatorreia. Mordake, afilhado nobilárquico da por demais pulcra linhagem britânica, teve pior fado: nasceu-lhe uma segunda cara. Não falava, é certo, mas houve quem garantisse que, pelas suas gargalhadas e plangores, aquela face número dois esculpida com detalhe horrorífico representaria com louvor qualquer personagem da classicista (e grega) tragicomédia.

  • The Body & Thou

Um gruppetto entregue por Héracles ao último estádio da metafísica: o desespero. Um cinturão de simbologias decadentes:feedback, ruído, tremores, abcessos encefálicos, reinterpretações de Nine Inch Nails quando Reznor roubou livros de Nietzsche ao único alfarrobista do Midwest. En route para a morte. Sinto-me como um menino em Maly Trostenets a mexer num cadáverbestiálico.